Pinned post

Este é o perfil do Passa Palavra no Mastodon. Republicamos aqui os novos artigos do site, puxamos alguns debates e compartilhamos posts interessantes.

Não conhece ainda o Passa Palavra? Acesse nosso site: passapalavra.info .

ATENÇÃO: este perfil será encerrado no dia 31/01/2022. Siga-nos em @[email protected] para acompanhar nossas publicações!

Nossos novos perfis nas redes Mastodon (mastodon.online/@passapalavra) e Friendica (libranet.de/profile/passapalav) estão funcionando bem. Siga-nos também por lá!

Alguma dica de app para crossposting entre Mastodon e Twitter?

Pretendíamos fechar este perfil hoje, assim que o substituíssemos pelo novo. Repensamos: manteremos este perfil funcionando até mais pessoas nos seguirem em @[email protected] . Lançaremos avisos diários por aqui durante uma semana. Depois, migraremos definitivamente. Assim não deixamos ninguém pelo caminho.

Avançamos um pouco mais na migração: conseguimos transferir a lista dos perfis que seguimos. Se recebou notificação de que @[email protected] está te contatando, por favor, siga-nos.

Esperamos já ter resolvido a migração daqui até o final do dia, mas contamos com o apoio de nossos seguidores: divulguem nosso novo perfil ( @[email protected] ) e sigam-no.

A instância onde está nosso atual perfil tem dado erros na migração de contas. Pedimos a nossos seguidores que sigam nosso novo perfil ( @[email protected] ) e vão deixando esse aqui.

Nosso novo perfil no Mastodon: @[email protected] . Por favor, sigam o novo perfil.

Como estão aparecendo limitações à instância Mastodon em que criamos nosso perfil, estamos providenciando a migração. Retornaremos em breve com nosso novo endereço para contato. Migraremos definitivamente em poucos dias.

saiu a terceira parte do texto da Raquel Azevedo sobre o problema da escala no anarquismo e a quarta parte da tradução do @passapalavra de artigo da Aurora Apolito também sobre o tema

já pega os links aí que é pedrada

Problemas de escala (3) passapalavra.info/2020/08/1337

O problema da escala no anarquismo e o caso do comunismo cibernético (4) passapalavra.info/2020/08/1332

Luciano é cadeirante, por causa de poliomielite na infância; seu veículo de entregas não é a moto ou a bicicleta, mas a cadeira de rodas. Enquanto a reportagem conversava com o entregador, um transeunte dizia: “Preciso te parabenizar pela coragem. Não está por aí se vitimizando”

Show thread

É muita correria, só dá tempo para tomar água”. Consegue cerca de R$ 400,00 por mês com quatro a cinco entregas por dia, numa jornada de oito horas. O detalhe:

Show thread

Luciano Oliveira, de 44 anos, era atleta no começo dos anos 2000, e hoje trabalha para aplicativos de entrega de comida. Na reportagem da BBC que o apresentou ao público, reclama: “Estou desde meio-dia sem comer nada, meu filho. passapalavra.info/2020/08/1336

Os comunistas usam máscara pois pensam que podem mudar o destino da humanidade a partir de suas ações conscientes no mundo.
passapalavra.info/2020/08/1336

"As relações sociais do regime senhorial permeiam e explicam fenômenos até agora interpretados de outro modo, rejeitando qualquer explicação “ex machina” que retire o social de sua centralidade."
passapalavra.info/2020/08/1335

— com permissão para sair e trabalhar nas ruas, desde que ao final do dia ou da semana deixassem uma porcentagem do “ganho” com o senhor. Interessante foi a fala de uma delas numa recente entrevista: “esse movimento do ganho continua hoje, ele se chama empreendedorismo”.

Show thread

As Ganhadeiras de Itapuã são um grupo cultural dedicado ao resgate e à celebração da memória das mulheres daquele bairro de Salvador que, antes da abolição, trabalharam como escravas de ganho [cont]
passapalavra.info/2020/08/1335

eu mobilizo recursos na sociedade civil em prol de uma causa, junto um time de colaboradores proativos em torno de um projeto, depois gerencio o marketing e as pessoas, enquanto os colaboradores desenvolvem as atividades previstas. Isso agrega valor à causa”

Show thread

Sou um empreendedor social”, disse o jovem militante ao apresentar-se. “Como é?”, perguntei atônito, sem entender lhufas. Ele repetiu, eu franzi a testa numa expressão de dúvida, e ele explicou: “empreendedor social, cara. Vou explicar:
passapalavra.info/2020/08/1334

Show older
Mastodon

The social network of the future: No ads, no corporate surveillance, ethical design, and decentralization! Own your data with Mastodon!